Mensagens populares

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Manteigas, Serra da Estrela, Guarda



Manteigas

          " De regresso, a camioneta entrou em Manteigas ao fim do dia. No meio do vale, à beira do Zêzere, a vila, com as alvas torres das duas igrejas e o punhado de casas em derredor, parecia uma contrução infantil, um burgo de Liliput, no fundo de grande concha verde. Da terra linda dir-se-ia terem saído ciclópicas figuras, pétreos vultos que haviam ficado à esculca, protegendo e vigiando o povoado, de sobre as altíssimas lombas que corriam das Penhas Douradas até aos Cântaros."


Ferreira de Castro, A Lã e a Neve, 12ª Edição, Guimarães e Cª

Sem comentários:

Enviar um comentário