Mensagens populares

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Manteigas - Serra da Estrela - Rota do Poço do Inferno - I



 



" (...) Na verdade, todas as vezes que a visitei, olhei e perscrutei, a ver se conseguia entendê-la, andei sempre à roda, à roda, e sempre à roda da mesma força polarizadora.: - a Estrela. (...)


               (...) Em qualquer das suas rivais a emoção que se sente é sempre um espasmo. Um  frémito rápido e agudo. Na Estrela, porém, é um demorado fruir de sensações, feitas de surpresas sucessivas. Há nela as três velhas dimensões necessárias a um tamanho: comprimento, largura e altura.(...)
        



            (...) O tempo demorou-se na solidão e no silêncio das suas lombas, e pôde construir à 

vontade."
 

  Miguel Torga, PORTUGAL, 3ª Edição - Coimbra 1967
 


Sem comentários:

Enviar um comentário